Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0130 - Meu jeito de te amar



Estarei novamente te esperando,
pode ser a mesma canção,
os mesmos pedidos, todos, muitos,
estarei esperando, até meu amor é igual.

Hoje acordei tarde, já estavas aqui junto,
nos pensamentos, na minha mesa,
tomamos do mesmo café, dividimos o pão,
até o silêncio tinha teu jeito.

Quero não ter mais frio, a falta d'outro corpo,
economizo um resto de calor que trouxe,
a boca molhada das lembranças,
sozinho sonho, acho que um dia enlouqueço.
 
Quando amo... sei lá... amo muito, um absurdo!
Preciso ser a sombra... desculpe se te sufoco,
deixo o tempo parar, não as mãos, a boca,
amanhã sonho outra vez, eu e meu jeito de te amar.

12/01/2005

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/02/2005
Código do texto: T5076
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:09)
Caio Lucas