Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vampiro

O sangue escorria viscoso,
Esvaindo das latentes veias,
A maldade, sentia delicioso,
O aprisionar em suas teias.

Não é um cadáver que chora,
Sem forças para resistir,
E pela vida em vão implora,
Acreditando que vá desistir.

Sedento e furioso pela alma,
De tantos puros quanto achar,
Lançá-las ao inferno com calma,
Assassinando o brilho do olhar.

A estaca precisa acertar o peito,
Enquanto há tempo de salvar,
A vítima ingênua e sem jeito,
Nem sabe se vai escapar.
Cris Vilanova
Enviado por Cris Vilanova em 19/09/2005
Código do texto: T51722
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cris Vilanova
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
57 textos (4226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:54)
Cris Vilanova