Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma prece aos solitários

Eles
Caminham nulos sobre a chuva fina
Dobram a esquina
E suas lágrimas
Tristes e salgadas
Confundem-se com a doce chuva
E dor finge que se esvai
Reparo neles
Sozinhos na igreja
Perdidos na sua oração
Talvez maldição
Apegados em sua crença
Bocas secas, mãos tremulas
Corpo e alma vestidos de negro
Guardaram que segredos?

Faço uma prece aos solitários

Pela janela
Alguém sentado no banco da praça olha a Lua
Alma seminua
Ouço seu uivo,
Coiote insone da noite
Preso no açoite
E ela?
Perdida entre ilusões
O parceiro álcool em qualquer bar
Tentando se achar
Sua melancolia se misturam à futilidades,
Lembranças e pobre melodia
Triste e sádica mania

Faço uma prece aos solitários

Oro por todos
Que tem como único consolador
Conselheiro
O próprio travesseiro
Amigo fiel, traiçoeiro
Amantes da na noite
Remoem as lembranças
Engolem a seco a vida como é
Lhes restam sua fé
Pobre foi ele
Escolheu percorrer o rumo da solidão
Ficou preso ao chão
Suas raízes amargas,
Lhe impedem de voar
Buscar o achar

Faço uma prece aos solitários



Beth Jardim
Enviado por Beth Jardim em 19/09/2005
Reeditado em 19/01/2010
Código do texto: T51850
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beth Jardim
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 35 anos
152 textos (17025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:51)
Beth Jardim