Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destinos

Nada se sabe
De mim,
De meus olhos
De meu espírito.

Nada se sabe
Dele,
De seus olhos
De seu espírito.

Nada se sabe
De nós,
De nossos olhos
De nossos espíritos.

Nada se sabe
De nada,
De tudo,
De todos.

Só se sabe
Quando a terra
Se junta ao mar
E caminha
Sorridente
Pela vida
À fora,
E a deflora.
Horacio Xavier
Enviado por Horacio Xavier em 20/09/2005
Código do texto: T52193
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Horacio Xavier
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 53 anos
62 textos (1522 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:03)
Horacio Xavier