Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poderosa


Garotinha que vem, descendo a ladeira,
Com passos suaves, mexendo as cadeiras,
Nariz empinado, em suave molejo,
Olhar atirado a se oferecer sem pejo.
Tira-me o sossego negando-me amor,
Em noite tão fria, negando-me calor,
Dona do mundo, atrevida, charmosa,
Indiferente, dolente, mulher poderosa.

Garotinha que chega, com cara de arteira,
Moleca, sapeca a brincar na banheira,
Seios empinados, transpirando desejo,
Beijados, sugados, em suaves arpejos.
Seu corpo tremente, palavras sem nexo,
Me chama e oferece o calor de seu sexo,
Ora dona de mim, lânguida, dengosa,
Agora a tudo diz sim, ao - “Pode, Rosa?”

Garotinha que fica aninhada a meu peito,
enroscada a meu corpo, no calor de meu leito,
Mulher madura e plena a me acolher ao regaço,
Fêmea saciada e serena a ocupar seu espaço.
Instantes de paz no torpor de depois e agora,
Se levanta e se veste, me beija e vai embora,
Com passos silentes, rebolando fogosa,
Deixando-me coberto com seu pó-de-rosa.
LHMignone
Enviado por LHMignone em 21/09/2005
Reeditado em 18/10/2013
Código do texto: T52511
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LHMignone
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil
1319 textos (200092 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:54)
LHMignone