Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O momento da palavra

É chegada a hora...
Palavras presas na garganta...
Passos lentos , coração aos saltos !
Quantos anos se passaram desde a nossa despedida?

Você não sabe?
Talvez saiba ,mas agora...
São quase 30 anos !
Penso em você sempre que me sinto só,
Imajino com seria boa e simples nossas vidas,
Se tivéssemos ficados juntos.

A vida , o destino nos separou .
Não sei porque , motivos banais nos separaram.
Soube da sua doença !
Vim o mais depressa possível .


Recebí seu recado, seu chamado para mim foi uma surprêsa,
Pensei que havia se esquecido de mim...
Não sei o que posso ainda fazer por você,
Tenho notícias de suas desventuras...
Sei que vivia mal, soube também de sua doença.


Orei e chorei por voçê,
Pedi a Deus para te segurar mais um pouquinho ,
Preciso realizar nosso sonho ,
Preciso te sentir junto do meu coração mais uma vez!
Peço a Deus que te dê lucidez e forças para ver-me chegar.

Apoximarei do seu leito, com passos lentos ,
Com voz rouca ,apaixonada, mãos trêmulas a acariciar-lhe
Sentir seu corpo,que um dia foi meu,
Abraçar-lhe ,e ai então chegar momento das palavras ,

Perdão amor! viva mais um pouquinho.
Ouça amor eu a lhe dizer te amo... estou aqui!
Não morra ,meu amor sem antes me ouvir...
borboleta azul
Enviado por borboleta azul em 22/09/2005
Código do texto: T52797
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
borboleta azul
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
44 textos (6356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:58)