Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dois mundos

Sou poeta,
O meu mundo é interno.
O melhor meio de me achares
É nas páginas do meu caderno.

Aqui sou um lobo solitário
Isolado das gentes.
Lá ando rodeado de amigos.
Sou amado, não carente.

Tudo que eu quero eu posso
Sempre saio vencedor.
Mas onde todos me veem
Eu sou ímpar, sou sem cor.


Eu não sou deste mundo
Estou no lugar errado.
Estou perdido no tempo
Também habito no passado.

Onde se valoriza a família,
Onde existe educação.
Aos mais velhos dá-se ouvido
Sim é sim e não é não.

Lá a palavra respeito
Hoje quase esquecida
É uma das mais importantes
Ela que dá sentido à vida.
Valviega
Enviado por Valviega em 26/07/2015
Reeditado em 26/07/2015
Código do texto: T5324293
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valviega
Nova Brasilândia - Mato Grosso - Brasil, 53 anos
37 textos (404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/17 09:07)
Valviega