Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ai! Que morro...


 
Ai! Morro nessa imensidão de pedras e asfalto
Onde o pouco verde se afoga desesperado,
Mergulho em sonhos a cabeça equilibrada no salto
Ungindo o corpo que caminha desalentado.
 
Tão sem eco meu pranto escapa ansioso
Se perde no seco desse imenso concreto,
É como se fosse o sereno que ilumina choroso
Meu presente da natureza, pingando do teto.
 
Ai! Que morro dessa saudade constante
Que me deixa sobre o chão sem raízes,
Longe da voz dos ventos e faíscas acesas
Com o coração apertado em cada instante,
Que rogo do meu amor os matizes;
Ai! Que morro longe de tantas belezas...
 
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 25/09/2005
Código do texto: T53809

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55630 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:31)
Angélica Teresa Almstadter