Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta

Eu te sonho...

E quando beijo tua boca,

Meu corpo todo participa do beijo!

Ele se enrosca, te mostra,

O quanto te quer.

Sonho, com você em meus braços.

Perco a vergonha... dispo o pudor.

Nua, diante de um homem,

Nua, perante meu sonho.

Perdida num mar de calor.

Sem culpa, nem leve pecado...

Só o silêncio do quarto,

Que escutam meus gemidos, sussuros...

Arracados dos lábios,

Pelo prazer de imaginar-me inteira.

No extáse de ser amada por ti.

Meu poeta encantado.

Nossos corpos não se tocam,

Só no físico chamado,

Mais, transpondo as fronteiras do espaço,

Faço amor com você,

E me perco, em seus braços.

E é tão mágico o momento!

Eu me rendo, eu me entrego a essa lenda,

Me visto de cílfide...tua ninfa sereia.

E navego contigo ,

Num mar de ilusão.

Só me faça perder os sentidos,

Voar no infinito,

Mergulhar num caledoscópio de cores...

Num momento pleno de gozo,

Do amor realizando.

Para depois ao acaso,

Imaginar teu abraço.

Repousar teu cansaço,

Em meu corpo suado.

Minha pele, tua pele,

Combinação perfeita.

Encaixe e enlasse.

Que desperta a luxúria,

E o sabor que fica na boca,

é só gosto de beijo de boto.

Teu sabor meu fruto tão raro

Meu profeta das letras.

Meu feiticeiro encantado.

Observadora
Enviado por Observadora em 30/09/2005
Reeditado em 10/05/2006
Código do texto: T55182
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:00)
Observadora