Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIM DE NOITE

Guardo a poesia, apesar da dor que me aperta o coração..., sinto uma leve brisa, um perfume doce, embora o aroma não me desperte a lembrança.Vejo a lua, linda..., mas a modernidade me turva o alcance. Recolho minha memória e volto ao poema, mais que um paliativo, mesmo que eu adormeça, uma nova tentativa de olhar adiante.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 06/12/2004
Reeditado em 19/11/2009
Código do texto: T552
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:22)
Jose Carlos Cavalcante