CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

                       A PÁTRIA
                       OLAVO BILAC 
Ama, com fé e orgulho, a terra em que nasceste,
criança ! Não verás nenhum país como este!
Olha que céu que mar! que rios ! que floresta !
A natureza aquí, perpetuamente em festa,
é um seio de mãe a transbordar carinhos.
 
Vê que vida há no chão ! vê que vida há nos ninhos,
que se balançam no ar, entre os ramos inquietos !
Vê que luz, que calor, que multidão de insetos!
Vê que grande extensão de matas, onde impera,
fecunda e luminosa, a eterna primavera!
Boa terra! Jamais negou a quem trabalha
o pão que mata a fome, o teto que agasalha!
Quem com o seu suor a fecunda e umedece,
vê pago o seu esforço, e é feliz e enriquece!
 
Criança! não verás país nenhum como este!
Imita, na grandeza, a terra em que nasceste!

POSTADO POR ZILDA SANTIAGO
 
zilda santiago
Enviado por zilda santiago em 04/07/2007
Código do texto: T552601
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E O LINK). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
zilda santiago
Carpina - Pernambuco - Brasil
333 textos (886629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/14 14:38)