Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recidiva

Morreu João, velho e sozinho no asilo...
Morreu Maria abandonada na rua...
Morreu Miguel bêbado na estrada...
Morreu Antônio assaltado...
Morreu Pedro na fila do hospital...
Morreu bebê abortado...
Morreu Helena de overdose...
E eu morro entediado
porque meu poema é tão repetitivo
e ninguém o lerá...
Um só verso bastaria!

E seguimos todos, omissos,
dizendo: Isso é comum hoje em dia!
Não temos nada com isso...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 02/10/2005
Reeditado em 02/10/2005
Código do texto: T55624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:40)
Poeteiro