Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por não dizer adeus


Embora eu tanta coisa ainda tivesse
deixado pra dizer-te neste instante
negror profundo em mim agora desce
e abala o meu passado delirante!


Maior que tudo a dor de quem padece
por um amor presente e tão constante
só faz sofrer alguém que não se esquece
da vida dedicada à sua amante...


Aqui (por fim), por tudo agora eu choro
e nada eu peço, eu nada mais imploro
senão a complacência de meu Deus!


Aqui (por fim), por tudo eu nada falo;
diante dela eu sofro e ainda me calo
por não saber, talvez, dizer-lhe adeus!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 02/10/2005
Código do texto: T55639
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:53)
Poeteiro