Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estuário da Saudade

Noite derramada na foz da saudade
No interstício de qualquer tempo
O estuário da memória transborda
Desaguando no oceano da tua ausência

Os olhos voltam-se à margem
Onde flutuam os dias presentes
No mergulho de todas as buscas
O fôlego do pensamento
Que sempre te respira

No velejar dos gestos cotidianos
A mudez do brilho das estrelas
O refugiar da solidão no horizonte
Talvez por ser no infinito
Que as pálpebras se abrem
Ao fluxo de todas as perguntas

À superfície dos meus silêncios
Todos os anseios e desejos
E o afluir de todos os sonhos
No cais do tempo, a serenidade
Que não atraca em meu peito
No ancoradouro dos olhares
A vigília sedenta da espera

 
Fernanda Guimarães


Visite "De Amores e Saudades - Fernanda Guimarães":
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 03/03/2005
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T5567
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64357 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:36)
Fernanda Guimarães