Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor meu...




Ah! Tu me buscavas e a ti eu procurava
Na ânsia de poder estar contigo
Mas a noite escura aos poucos me assustava
Na solidão fui então buscar abrigo

Teu choro chega a mim como tristeza
Transmitindo teu estado de aflição
Meu coração reconhece a estranheza
De tua silenciosa solidão

Cativa-me a sensibilidade
Expressa nos teus versos solitários
Reconheço neles a docilidade
Soando como contas de um rosário

Ah! Destino caprichoso
Conspira nosso encontro casual
Interessante, inesquecível e ditoso
Encontro que jamais houve outro igual

Transforma-te em foco precioso
De meu eterno zelo a te cercar
Meu coração que é sempre amoroso
Busca silencioso te encontrar

Agrada-me tua sinceridade
Teu modo despojado de só ser
E fico embriagada de saudade
Enquanto tento em vão sobreviver

Assim, te aguardo ansiosa
Guardando tua imagem na memória
E arrisco seja em verso ou em prosa
Escrever, qualquer dia, nossa história.



Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 02/10/2005
Código do texto: T55837
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215168 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:53)
Priscila de Loureiro Coelho