Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nem Um Toque Sequer

Nem um toque sequer
Em tua redoma
Indomável
Olhos felinos
Ferinos
 
Mantém-se distante
Em eloqüentes desamparos
Nem um toque sequer
 
No desejo contido
Vontade desvairada
Distância armada
Redoma blindada
 
Nem um toque sequer
Lembrança aflorada
Te vejo entre frestas
Em relances na escada
 
Relógio atemporal
Dias sem horas
Auroras
Nefastos dias
 
Presença em noites frias
Perto de ti
Sem poder tocar
 
Nada apenas
Só te olhar
Como se bastasse
Um sussurro
Algo insensato
Prazer imediato
Sem um toque sequer
 
Causa-me angustia
Ter e ser sem poder
Sem um toque sequer
Sem nada
Com tudo
Manhãs desesperadas
Sorriso de fachada


Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 03/10/2005
Código do texto: T56178
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
222 textos (24431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:44)
Priscilia Nascimento