Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Invisíveis versos


Escrevia versos com meu peito em luta
e a verter as lágrimas mais dolorosas...
Era uma catarse a que me sujeitava
pondo no papel; e eu registrava tudo
quanto a minha mente ousou dizer um dia...
Mas, lágrimas secas no papel manchado
jamais decifradas, no passar dos anos
foram esquecidas e ninguém as leu;
ninguém sabe a dor que as tornou possíveis
nem sabe dos versos que ali se escreveu...
Invisíveis versos, frases sem sentido,
sonhos impossíveis que o tempo venceu...
Se ao menos pudesse não tê-los sonhado
e tivesse amado sem tê-la perdido
ou se ainda pudesse lhe dizer adeus!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 04/10/2005
Código do texto: T56350
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:10)
Poeteiro