Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Matemática poética

Amor tem apenas quatro letras
Mas de outras tantas um poeta
Precisa para descrevê-lo
Porque ele não cabe em todas letras
E é incontável em números

Nove vezes nove é igual a oitenta e um
No meio de tantos todos nós queríamos
Ser “aquele” um

Cinqüenta e quatro divido por dois
Ainda costuma ser vinte e sete
Os ponteiros de quem espera
Cortam como lâmina de gilete

Você tem mania de medir os outros
Pela sua própria medida
Acha que o fim do caminho de todos
Tem  a sua mesma saída

Pelas minhas contas
Seis mais cinco são onze
Meu silêncio é de ouro
Teu orgulho é de prata
Nossa razão é de bronze

Quando sou elevado a sua potência
Vejo o mundo por seus olhos
E só assim te peço clemência

E assim é a matemática
Na minha vida poética
Não cabe nos dedos da mão
Infinitas maneiras de amar
Num só coração
Andre Luis Aquino
Enviado por Andre Luis Aquino em 04/03/2005
Código do texto: T5641
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andre Luis Aquino
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 42 anos
129 textos (2599 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 20:47)
Andre Luis Aquino