Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
moldura-p-espelho-cipo.jpg


 
EU E O ESPELHO
Ysolda Cabral
 

Pois é, seu José, seu Mané,
Dona Marizé, que vive na Sé,
O mar não está pra peixe,
E nem pra como é que é!...
 
Pois não é que acordo cedinho,
Olho o espelho e ele diz: Virgem Maria,
Como estás feia e acabada, mulher!
Vai dormir mais um pouquinho!
 
Sentindo-me uma coisa qualquer,
Reajo indignada e o encaro: Qual é?!
Estou jovem e bem disposta! Sequer
Tenho problema! És tu que mal me quer!
 
Contudo, o cansaço vem comigo,
Para ficar o dia todo e quase nada realizo.
Mas, quando chega à noite eu me animo;
E cheia de marra, olho pro Mané e digo:
 
Vês como estavas enganado?
Agora estou mesmo um achado.
Logo nascerá um novo  dia,
Repleto de amor, paz e harmonia.
 
Ele me olha com certa compaixão,
Como quem estar a dizer...
Como é triste se viver de ilusão!
E eu calo! Falar mais o quê?!     

**********

Praia de Candeias-PE
Em humor de quinta
26.05.2016
Apenas Ysolda 
www.fugindodocontexto.blogspot.com


Para escutar a música de fundo, acesse:
www.ysoldacabral.prosaeverso.net

 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 26/05/2016
Reeditado em 26/05/2016
Código do texto: T5647769
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ysolda Cabral
Recife - Pernambuco - Brasil
2194 textos (222511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 19:35)
Ysolda Cabral

Site do Escritor