Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verbo Imoral



 
 
O coração ferido pela
navalha  do desencanto grita
A alma  engessada e desfalecida
diante da cruz da vida suplica
 
 
Ao deus Eros  o beijo da compaixão
para adoçar  o hálito do tempo
Viajar nas asas lépidas do vento
esquecer esta paixão
 
 
O eu   de joelhos chora
a ausência de um amor castrado
Lágrimas  suicidas imploram
a benção do pão da  agonia
 
 
 
No funeral dos sonhos
o adeus da fria despedida
Vestido com  a fina mortalha
bordada com pétalas de dor
 
 
 
Gotas de ilusões morrem
pelas ruas  desertas do ser
Medo do maldito verbo imoral
que às fantasias fez tanto mal
 
 
 
29/02/2004
Refeito 30/09/2005
 
 
Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 04/10/2005
Código do texto: T56632
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:11)
Zena Maciel