Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lucidez

Não quero mais o adeus nos beijos que dei,
nem a incerteza do que serei... será?
Não quero o certo ou incerto de sentidos mornos
dos que temem os encantos do amor,
nem o destempero que tempera a dor.
Venha a mim o mundo no que possa me dar
que o abraçarei na coragem de quem sabe sonhar.


Não quero mais as rimas dos versos batidos,
saio do contexto, libero a libido.
Tomo parte do verbo contido na palavra amor,
não quero mais os sonhos não vividos
obsoletos em paradigmas corroídos
de amantes mal amados, destruídos, abandonados
nos mesmos passos, abraçados ao acaso,
onde são levados aos precipícios das lembranças
recordando a esperança que em ritmo de criança
marca o passo no compasso da nova dança.


Não quero mais o mundo gritando ao meu ouvido
as dores que meu corpo encerrou.
Refaço a cena pondo fim ao que sobrou da lucidez,
abraçando a loucura desfaço-me dos sentidos
e torno-me viva outra vez.

***

http://acrampin.blog.uol.com.br
Aisha
Enviado por Aisha em 05/10/2005
Código do texto: T56998
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35174 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:18)
Aisha