Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para as mulheres poetas

Eu que vi um repente de dez versos
que o "Cula" editou nesse ambiente
me senti obrigado e de repente
intentar nas brenhas desse universo,
dessa água bebo e sou réu confesso,
pois o estilo veio lá de meu lugar
onde toda poesia faz chorar
e o poeta tem fervor de santidade.
Em Brasília, choro e morro de saudade,
Com desejo de voltar pra ver meu mar.

No nordeste entendi que o amor é nobre,
que a paixão é um estado de espírito,
que o desejo é um pecado, bem restito,
só afeta a quem é fraco e a quem se dobre.
Que no beijo é onde o amor se descobre
e que o sonho é a luz do meu caminho
que ser só é escolha do mesquinho,
que a vida só presta acompanhado,
namorando, sonhando e apaixonado,
do contrário é morrer devagarinho.

Compreendi que a mulher é a harmonia,
santuário de Deus; o "Santo gral"
Esse história de pecado original
é tolice  de quem fez teologia.
A mulher á a  luz que se irradia
para a gente aprender a enxergar
que ela existe somente para amar
e a gente precisa dessa fruta
pra aprender a trolhar a pedra bruta
construindo pra ela um belo altar.






Marcos Maia
Enviado por Marcos Maia em 05/10/2005
Reeditado em 05/10/2005
Código do texto: T57065
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Maia
Brasília - Distrito Federal - Brasil
49 textos (2511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:38)