Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA GÊMEA

Atrás do espelho
Posso ouvir a confissão
De quem sente dúvidas
Quanto aos dias
Tempo incessante
Crescente em monotonia.
Os dias passam e se pergunta
Para onde vão as horas
Mas não há arquivo
Para quem chora
Nem circo
Para o palhaço fazer sorrir.
A criança foi a criança
Que brincou de ser
E descansou nos sonhos
Dos finos contos
Que ouviu para dormiu.
Ela adormeceu
Mas um dia despertou
E qual dia quantos dias?
Olha no espelho
A pele envelhecida
A velha maquiagem
Que já brincou de colorir.
Tem medo e tanto
Que não fecha mais os olhos
Para passar mais um dia
E quantos dias?
Sente o corpo ardendo
Jaz fria
Os olhos estão dispersos
Procurando seu limite
No silêncio ela enlouquece
São tantas coisas que queria
Não há coragem que supere
A covardia dos dias.
O tempo passa mas não apaga.
Qual dia quantos dias?

Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 05/03/2005
Código do texto: T5756
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 46 anos
614 textos (783662 leituras)
2 áudios (1247 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 12:42)
Helena Sut

Site do Escritor