Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insônia

A noite cai... e avança...
Rolo na cama...
Fico à espera do sono que não vem...
Velho drama
da insônia que me impõe seu castigo...
A vigília forçada
e outra noite sem sono
no abandono dos lençóis...
Outra noite... mais uma...
Olho ao lado a que dorme e ressona...
E eu aqui sem dormir...
Quero rir... ou gritar,
mas é noite; e os vizinhos...
Eles dormem, também!
Tudo dorme... é a noite!
E eu, insone, escutando o silêncio
e o longínquo ladrar de algum cão.
Noite, madrugada, insônia...
Triste combinação!
Os ponteiros avançam, sem pressa,
como se dormissem também...
Amanhece...
Ela acorda e diz: “Bom dia!”
Mal respondo... é o humor.
Deixa a cama vazia
e eu só, a esperar...
Sinto o dia... é o agito...
Quase grito, mas enfim!
Finalmente eu vencido,
sinto sono! Agradeço!
Amanhece... adormeço...
E me apago
feito uma lâmpada cansada da noite
e que não clareia o dia!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 09/10/2005
Código do texto: T58015
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:58)
Poeteiro