Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A infância

Quem nunca quis voltar para a infância
e aos tempos de ilusão – coração puro?
À frente se nos mostra algo obscuro
e só resta seguir, vencer distâncias
em busca do que for nosso futuro...

Não dá para voltar... adeus infância!
Adeus tempos de sonhos e ilusões...
O tempo atrás de nós constrói um muro
e tudo que nos resta são visões
dos sonhos infantis e das paixões...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 10/10/2005
Reeditado em 22/10/2005
Código do texto: T58283
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:14)
Poeteiro