Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A rede


A rede não escolhe
no imenso mar navegável
os peixes que colhe!
Admirável!
A rede avança
e alcança o mundo ao redor...
Nem melhor ou pior
a rede se lança:
Não tolhe, liberta!
Une os amigos
E cria outros novos...
Amplia os horizontes antigos
e aproxima os povos...

Porém,
a rede dissemina vírus por e-mail
e o meio de defesa é permitir que nos vigie
para que nos defenda...
Esta rede – Internet!
Ela se mete agora em tudo...
Já não tenho ilusões
e agora chamo meus grilhões
de conexões...

Enquanto isso, alheia ao mundo que domina,
a rede se alastra...
A gente se afasta
mas a corrente nos leva direto à rede...
Pobres homens-peixe
colhidos na rede...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 10/10/2005
Código do texto: T58287
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:47)
Poeteiro