Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Razão...

A razão deveras é cruel
Feito uma lança afiada, e quando
Desperta  na mente,
Mata o próprio sentimento no coração.
Assim, sou naufraga de mim mesma, abortada
Entre as desilusões da minha vida.
Como um tinteiro quebrado, vazando
Tintas vermelhas pelas vias do teu ser.
A razão as vezes é uma dura porrada
E como  pragas, eu as recebo,
Quando no silêncio sou memória
Bem no escuro do teu íntimo.
Um dia fui concebida, quase floresci,
Enfim, como um ébrio adormeci
Sem razão na tua vida.
Mardielli
Enviado por Mardielli em 11/01/2017
Reeditado em 11/01/2017
Código do texto: T5879138
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mardielli
Fortaleza - Ceará - Brasil, 18 anos
60 textos (1951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/17 21:44)
Mardielli