Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aqui entre nós, minha Senhora


Dê-me força quando estou fraca,
dureza quando preciso, para bem negociar,
mas não me tire a docilidade e até fraqueza
para o homem que eu amo me amar.
Dê-me sabedoria e profundidade para enxergar
os que de mim precisam, e exatamente o quê,
mas não me deixe enxergar tão bem
as ruguinhas que de mansinho vem.

Não me tire o choro gostoso
ao abraçar alguém que adoro,
todas coisas que namoro.
Dê-me sempre um tempinho para escrever
fazer carinho, ler, sorrir para o vizinho,
mas, por favor, suma um pouquinho
com aquelas horas em que sento e esmoreço:
é uma droga perder tempo com a fraqueza
Desculpe falar "droga" na oração, minha Senhora
mas já que falei :
Não esqueça do meu ópio para agüentar os dias ruins,
que sobre um pouco para beber um vinho,
tomar uns saquês e comer uns sashimis,
a senhora sabe,
nunca esqueço a gorjeta do faxineiro, o seu Romildo
esse merece o céu ! 
é jogo duro tirar lixo de 15 andares !?
Que não me falte um sonho de valsa de madrugada
quando o sono não vem e eu me pergunto:
o que faço aqui ? será que amo e sou amada ?
Perdoe-me se às vezes sou tão mimada.
Abençoe os que não conheço :
os que me sorriem nas ruas nos dias nublados,
os que param e se curvam gentilmente
só para afagar a Godiva, a minha cadelinha,
porque esses tem a sabedoria milenar
de que não somos os únicos seres vivos
em sua humildade sem par.
Os que se deitam com a miséria toda noite
sob o furioso açoite da vida
e ainda assim, misteriosamente,
amanhecem com um claro sorriso.
Os que sofrem coisas terríveis,
coisas que eu tenho a graça de desconhecer :
Olhe por eles, já que não és minha,
mas Nossa e Senhora !
E se um dia eu deixar de acreditar na vida,
ficar fraca, não adorar quase tudo que faço,
embora, as vezes, seja um cansaço,
Perdoe-me e me leve embora
que nem passarinho na aurora
Considere :
a minha poesia é minha oração,
feminina, como a senhora.




Ana Valéria Sessa
Enviado por Ana Valéria Sessa em 12/10/2005
Reeditado em 30/12/2008
Código do texto: T59088

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Valéria Sessa
São Paulo - São Paulo - Brasil
113 textos (114626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:01)
Ana Valéria Sessa