Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM PODIA SER



Quem me conhece não sabe... mas soube.
Quem me esquece não cabe... mas coube.
Quem me entristece não lembra... não esqueço.
Quem me enfurece não pensa... tem preço.

O tempo fortalece o que existe,
mas não deixa de desfazer as maquiagens.
Quem pensa que pode tudo, camuflado,
certamente foi pelo tempo desmascarado,
despojado de brio e de tantas bagagens.

Quem me observa não me vê... mas viu.
Quem me espera não chega... partiu.
Quem me entende não fala... mas tenta.
Quem me acolhe não cala... aguenta.


MORGANA CANTARELLI
Enviado por MORGANA CANTARELLI em 17/02/2017
Código do texto: T5915668
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MORGANA CANTARELLI
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
940 textos (85170 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:01)
MORGANA CANTARELLI