Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando éramos humanos

quando éramos humanos
eu consultava a lua
sobre nossas almas perdidas
na hora da ceia imperava respeito
pelo vinho e pela carne
percorria-se a solidão em alta velocidade
e nada era escrito
já que tudo estava nos olhos

éramos bons e gentis quando humanos
as manhãs acordavam presságios de liberdade
o amor transitava satisfeito e dono de si
os espelhos sorriam à nossa passagem
e os milagres chegavam a horas marcadas

quando éramos humanos
bastava um aceno de mão
para acender o arco-íris
e era sempre verão
com direito a brisa marítima
quindins, céu azul e ginga no andar

éramos pacíficos e abnegados quando humanos
as crianças adormeciam satisfeitas
das brincadeiras e festividades
não se perdia o tempo
pois era sempre presente
suficiente para fazer valer o dia
e no silêncio das montanhas
guardávamos as rezas e o caminho das estrelas

naquele tempo não havia o ofício de poeta
entre nascer e morrer
poetas éramos todos


Helenice Priedols
helen priedols
Enviado por helen priedols em 20/03/2017
Código do texto: T5947161
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
helen priedols
Vinhedo - São Paulo - Brasil, 60 anos
224 textos (4786 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 12:59)
helen priedols