Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pandêmia

Venho de antigas lendas
e milenares caminhos
que tracei memorável
em banquetes e maldições
com fúria implacável
a devorar corações
na nudez sem vendas
banhada em vinhos

Em noites de orgias...

Aquela que vandaliza
almas tolas e humanas
E oferta paixões
com a desfaçatez
de quem toma vidas
E em sangue desliza
com isenta altivez
saboreando aflições

E escraviza...

Sou exclusiva beleza
de deuses ecléticos
Lançam raios e trovões
meus cabelos elétricos
Acariciam nações
os seios de deusa
Meus lábios magnéticos
sorvem brumas e monções

E expiram universos...

Assim me desfaço
em delícias e ambrosia
E ninguém pressente
a musa sublime que disfarço
Mas em cânticos sussuro
Esse divino presente
que explode ardente
embaixo de minha fantasia

De gente.

Claudia Gadini
28.05.05
Claudia Gadini
Enviado por Claudia Gadini em 14/10/2005
Reeditado em 23/10/2006
Código do texto: T59635

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Claudias Gadini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Gadini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
318 textos (54197 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:18)
Claudia Gadini