Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elegia aos Pombos

Passei com temor por aquela
nossa antiga esquina
no pequeno bairro triste
das pequenas flores,
não havia pombos no parque
ou grão suficiente que os sustentassem.

Imagino, enquanto faço a volta
aqueles bancos cinza,
impondo-se ao verde rasteiro
e as aves, uma escultura pensa
das infinitas tardes ao sol de outra vida.

Apressados como quase sempre,
como quase todos os outros.
Corremos, alucinados pelo encontro do destino,
porém, não gastamos tempo que fosse o bastante
para lamentar as minúsculas falhas e eram tantas,
que somando-as em rio
tornaram-se um mar e meio de distâncias.

O que fizemos de errado?
Eu não saberia ao certo quando, como,
ou estenderia os porquês da despedida,
mas envelheço só e continuamente
todos os dias, no caminho
entre a esquina e o parque,
sustentando pombos
ausentes do nosso amor.
Vini Miranda
Enviado por Vini Miranda em 20/04/2017
Reeditado em 20/04/2017
Código do texto: T5976393
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vini Miranda
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 26 anos
172 textos (3388 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/05/17 08:13)
Vini Miranda