Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA EMBEBIDA

Embebo pelas tramas desta
boca de carcereiro
“domas o gosto embebido”,
Imerjo lambendo as crispas
Cuspindo a fumaça
Que trago da tua boca
Na garganta o gosto do poço
Que afundo aos sons de
outrora gemidos
E que agora me aperta o peito
Os feitos! Os gestos, o fogo!
Da lenha sou o que me resta
Murmúrios burilando as cinzas
Faiscando ainda em meus ouvidos
Vera Lúcia Bezerra
Enviado por Vera Lúcia Bezerra em 22/05/2017
Reeditado em 22/05/2017
Código do texto: T6006570
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lúcia Bezerra
Brasília - Distrito Federal - Brasil
146 textos (2542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/17 08:13)
Vera Lúcia Bezerra