Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Trovão

E então veio um trovão
Rompendo o silêncio de minha mente
Anunciando a morte alheia
Que agora, em algum mundo incendeia.

A alma - ou espírito, não importa -
Ainda vagando perdido na terra
Sem saber pra onde ir
Na dúvida entre descer ou subir.

Sinto a morte alheia muito próxima
E alguém me anuncia
Sinto, sim, posso dizer
O trovão me denuncia.

Nada temo neste caso, afinal
O trovão já não me apavora
A chuva sim, me amedronta
Nela sinto a "minha hora".

Mas a chuva, o trovão, tudo
Eu sei, tudo está do meu lado
Somente em meu leito fatal
Tudo, enfim, ficará claro.

Enquanto este dia não chega
Eu não posso ir embora
E o trovão me anuncia
A morte alheia a toda hora.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 08/03/2005
Código do texto: T6017

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 05:20)
Júnior Leal