Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O B╩BADO

Lá fora a noite é densa, o vento arpeja
Sacudindo a ramagem do arvoredo
Ao longe bate a sino de uma igreja
Parece revelar algum segredo

Eu fico olhando o bêbado dormindo
No banco em frente lá na praça
Uma vida que vai se consumindo
Pelo mundo perdido da cachaça

Pobre alma só, tão desventurada
Entorpecida pela dor e ânsia
Do desconforto de sua pousada

Seu cobertor é a noite enluarada
Quem sabe sonhando com a infância
Pelas ruas azuis da madrugada
Olga Silveira
Enviado por Olga Silveira em 16/10/2005
Cˇdigo do texto: T60175
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Olga Silveira
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil
52 textos (1334 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 09/12/16 07:47)
Olga Silveira