Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do Poeta Fracassado

Na escrivaninha, nada de livros
Nada na bela escrivaninha
Exceto pão mofado, fedendo
E uma garrafa de pinga, vazia.

Algumas poesias inacabadas
Voam em papéis ao vendo
Algumas canetas estouradas
Algum fracassado ao relento.

Queira Ele que eu não fique assim
   Queira, ao menos,
Que eu não seja tão fracassado.

Queria Ele que eu não tenha o mesmo fim
   Queira, ao menos,
Que eu não seja tão desgraçado.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 08/03/2005
Código do texto: T6022

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:01)
Júnior Leal