Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Irmão

          (Acróstico aos ideais de um grande homem!)

Irmão, eu vou dizer-te que bem fundo
Guardei no coração meus novos laços
Unindo então, aos teus, também meus passos,
A procurar criar em nosso mundo
Liames de um porvir feito por braços
Dispostos sempre a crer no amor profundo
Ainda quando o peso do cansaço
Divide o coração em mil pedaços;
E mesmo assim poder vencer o mundo!


Levar à construção da eternidade
Intensas vibrações e sentimentos
Buscando compreender que a humanidade
Espera muito mais que sofrimentos;
Resiste, por saber que novos ventos
De muitas direções vão dispersando
As tantas ilusões e os maus momentos;
De muitas direções vão transformando
Em realizações os pensamentos!


Fico feliz, irmão, pois ao teu lado
Responderei com honra aos desafios,
Aos sonhos, quanto os tenho arquitetado
Tanto quanto talvez tenha esperado
Estar sempre entre iguais, nos quais confio;
Respeito aos que me tenham confiado
Nas lutas da razão poder com brio
Içar esta bandeira: o teu legado!
Devias conduzir-me, mas tardio
Achei por bem seguir teu desvario;
Devias me esperar, irmão amado,
E eu não veria o teu lugar vazio!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 16/10/2005
Código do texto: T60301
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:33)
Poeteiro