Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De profundis

Meu riso incréu e sarcástico
assunta junto ao céu
se a junta pastoral do terno
far-me-á companhia
nas profundas do inferno...

Estranha escolha ainda não feita:
Não sei se reservo a minha alma à incerteza
ou se a vendo agora no ex-cinema...

Antes mais tarde do que “mais cedo”
Minha alma presa ao que não “cri. Vela” acesa...



     (homenagem aos transformadores de cinemas em templos)
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 16/10/2005
Código do texto: T60312
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:15)
Poeteiro