Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em xeque

Dispo-me do manto da ignorância
e da ânsia de ensaiar novas jogadas;
não quero nada além - apenas minha vez
de fazer o movimento com calma
negando entregar-me a esta rainha
e negando ao bispo minha alma...
A vez é minha! É meu combate
e mesmo a pé hei de travá-lo
se meu cavalo me tomam por engano.
Eu sou peão - mas sinto-me um Rei
mesmo preso na torre imponente
ou no tabuleiro xadrez de minha mente
pedindo à vida que não me mate!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 16/10/2005
Código do texto: T60326
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:38)
Poeteiro