Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

poema para nilson matos pereira,magister

No hiato do tempo em que passaste
aparentemente preso num casulo de silêncio,
onde os sons únicos eram o zumbido leve
 das máquinas na UTI,lá não estavas,amigo.
Induziram-te a um coma
 para que pudesses aguardar uma intervenção
hospitalar,mas lá não estavas.
Teu espírito de condor
já sobrevoava os altos,em direção
a dimensões
mais adiantadas.
Enchias os pulmões da alma
com o ar puríssimo no absoluto azul perenal.
De vez em quando mergulhavas num mar abissal,
preparando-te
para decifrar os Mistérios cósmicos...
 
Espirais de energia te envolviam,
teu espírito brilhava qual gás neon.
Já não te importava se era noite ou dia,
não estavas mais aqui...
Um fio longuíssimo de seda pura
 era então desenrolado de tua casa terrena.
Uma das três parcas,com ele fiava poemas
 de luz ,de fantasia,de beleza pura...
Seriam ofertados aos Universos,
esses últimos versos
que de ti emanavam e não mais dirias aqui na Terra...
E trabalhavam,silenciosas,Nona,Décima e Morta,
enquanto os poetas aqui em baixo,
faziam trovas e versos livre,
oravam,choravam,pediam que ficasses...
 
 
Implacáveis,Cloto,Láquesis e Átropos,
por conhecer a data limite
que a nós era escondida,
desenrolavam,fiavam,
até que a tesoura de ouro,afiada e fatal,
cortou o fio de prata em teu umbigo...
E,livre enfim,para de fato voar impunemente
te foste,colorido,leve,livrelivrelivre...
 
As três parcas não são inclementes nem cruéis:
cumprem um prazo ignoto para a nossa pequenez,
libertam para devolver
à Luz maior,todo ser
emprestado a nós...
Seu nome vem de "pario",que significa mesmo
 parir,pôr no Mundo,dar à luz.
 
Agora é que nasceste.
E aqui na Terra,reviverás
quando teus versos forem lidos,ditos,declamados.
 
Nunca morreste,agora é que nasceste,
fio de seda qual fiapo iluminado,
solto pelo Universo...
 
Agora é estás realmente vivo.
 
(Clevane pesoa de araújo Lopes.

in poema para nilson matos pereira,magister).
 
Belo Horizonte,15/10/2005
Belo Horizonte, MG,Brasil

Para o e-book Memorial,oferecido pelo CEN,a ser feito pelo webmaster Lourivaldo Perez Baçan.

Aqui,humanos que somos,rezávamos para que Nilson fosse poupado,no calor da amizade,vibramos do desejo de que ficasse mais conosco,mas
"desine fata flecti sperare precando":
"PERDE A ESPERANÇA DE DOBRAR COM ROGOS OS FADOS DOS DEUSES"
(diz a SIBILA A PALINURO,QUANDO ESTE SUPLICAVA POR MUDAR O FADO, A MOIRA...)

Eneida,Vigílio
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 17/10/2005
Reeditado em 18/10/2005
Código do texto: T60551

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176742 leituras)
21 e-livros (13424 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:45)
clevane pessoa de araújo lopes