Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODA ESSA COISARADA

Esboço do rascunho
demência imagem
em fragmentos áridos,
Ruídos sem sombras
nem passos,
almaços enfadados
ao lado.
Truculência do estado
desassossego
que assombra
o peito
acomete o corpo
adoece o sujeito
e embarga
os mesmos fatos.
Permeando no tempo
mancando desfigurado
sem soma, inexato.
Nem sopro ou vento
poeira, paisagem
nem credo
devolve a paz.
Rodeios alheio
enovela quilômetros
lentidão e o caos,
Em macha bandeira
na engaja os feridos
adornos doídos
no ultimo apelo
sangrando a alma.
Planície, planalto
umidade escassa
frio seco
chão craquelado,
Pele esturricada
Ar, ar, ar
Cheiro de pinho
Ipê,
parque da cidade
folhas secas
Flores rosadas
Sementes rasteiras
Arvores desfiada
Céu inteiro
Nuvens em prata
Ar, ar
Cenário em pauta
Desinteirado
Interface degrado
de o brado,
 ar...
 
 

Vera Lúcia Bezerra
Enviado por Vera Lúcia Bezerra em 24/07/2017
Reeditado em 24/07/2017
Código do texto: T6063840
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lúcia Bezerra
Brasília - Distrito Federal - Brasil
147 textos (2626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:48)
Vera Lúcia Bezerra