Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda na estrada

Não fiz escolhas certas ou erradas
no rumo que tomei por meu arbítrio;
Duvido até de que houvesse uma outra estrada...
Duvido até de mim... Mas cá estou
e agora não há volta; e só me resta
seguir um pouco mais... Não sinto medo.
Eu posso nem chegar a ter destino
mas ando enquanto vivo. E sigo em frente
enquanto avistar um horizonte.
Não sei do que ficou pra trás
e nem do que virá, supostamente,
quando eu chegar ao fim de meu caminho;
se fim houver...

Não ligo para o que venha.
Sigo...
E que ninguém se interponha em meu caminho...
Não ousem emboscar-me em densas sombras;
porque já o fizeram...
E eis que ainda sigo em frente.
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 18/10/2005
Código do texto: T60649
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:58)
Poeteiro