Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ecos de solidão


Nossos gritos que soam
parecem que ecoam
quando voam ao desconhecido...
Parecem ecos de solidão - mas não!
O que se ouve é outro grito angustiado
de um outro coração...
Nossos sonhos voam
nas asas da ilusão mais verdadeira!
Parece besteira, mas não é...
Já não se discerne o próprio som
em meio a tantos...
Tantos sons desencontrados
ouvimos e, quando mesmo acordados,
ainda parecemos sonhar...
Este é o segredo:
É gritar sem medo
de ouvir quando o eco voltar!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 18/10/2005
Código do texto: T60699
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:45)
Poeteiro