Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poderes públicos e impudicos

Por sórdidos caminhos escusos e oblíquos
deslizam sombras entre corredores
e celebram acordos infames – mas profícuos
sob a conspícua luz da salvaguarda
de leis tortas e infames – aos ditames se rendem
até mesmo os não vendíveis...
Legal – ainda que iníquo;
profícuo – mas amoral!
Antagonismos compatíveis – o decoro!

Ali perto outra casa respeitável
ratifica a nulidade das leis
em favor dos “iguais”...
Podres poderes imorais e societários
na prostituição do erário...

Alheios a tudo as aves sobrevoam a praça e os poderes
defecando e – sutilmente – camuflando tudo...


********************************************************

(Embora escrito antes da atual crise, não há nada de profético neste texto! Tudo se repete tão igualmente e se parece com o mesmo filme visto tantas vezes que se sabe de memória o final...)
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 18/10/2005
Código do texto: T60731
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:41)
Poeteiro