Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0135 - Palavras...



Tentei dizer de amor nos meus versos,
quantos amargos, quantos silêncios na sua boca,
exalei perfume dos poros impregnados de paixão,
falei com meus olhos, depois com o corpo.

Amanheceu muitas vidas nos meus desejos,
algumas vontades o vento lambeu-as da memória,
nem o sol queimou a pele tanto quanto eu,
os sons que ouvimos não foram de palavras.

Noite passada deixei um pouco de mim,
todos os líquidos, os beijos, os gostos,
não fiz promessas, não falei de amor,
apenas sorri quando fui, apenas fui...

Ainda ouço os barulhos dos nossos gemidos,
as marcas que ficaram dentro das carnes,
os nus foram naturais, as bocas safadas,
fiquei sem palavras, fiquei amante...

13/01/2005

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 08/03/2005
Código do texto: T6099
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116055 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 05:46)
Caio Lucas