Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARÉ ALTERADA



Ondeio o poema
Na vaga marinha
A água é minha
A espuma Suprema

Os versos são algas
Que pesco do fundo
De areias fidalgas
No lodo imundo

Trazem diamantes
Perlas naufragadas
Saudade de amantes
Em noites molhadas

E o mar que me galga
Maré alterada
De versos me salga
A boca gelada
Carmo Vasconcelos
Enviado por Carmo Vasconcelos em 19/10/2005
Código do texto: T61057
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmo Vasconcelos
Lisboa - Lisboa - Portugal
203 textos (15408 leituras)
62 áudios (7662 audições)
15 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:09)
Carmo Vasconcelos