Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Qualquer dia

Qualquer dia!
Pela vida afora, numa pressa louca,
a mesma promessa:
Qualquer dia!
Qualquer dia desses a gente se encontra;
Sem hora marcada,
sem dia marcado
a gente vai se encontrar!

A mesma promessa
em um sem tempo infinito;
qualquer dia!
Qualquer dia desses...

Quando?

Haverá tempo para um mundo sem tempo?
Um mundo de gente sem tempo
que o tenta encontrar?
Tempo de provar a si próprio
que se é quem se é?
Haverá tempo?
Até quando haverá?
Até quando a promessa de “qualquer dia”?
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 19/10/2005
Código do texto: T61079
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:19)
Poeteiro