Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0154 - Pôr-do-sol



O aroma está suspenso no ar,
cheiro de sal,
de água,
sons que quebram lembram outros amores,
ondas que se travestem como lençóis.

Amantes são iguais ao mar,
sal e suores, gostos, calores,
a ansiedade do encontro,
marés altas arredondadas,
como mulher, como corpo de mulher...

Dourada...
Costas lisas provocantes,
como pôr-do-sol, intrigante,
paixão colorida perdida na areia,
incendiada pelos meus olhos de cobiça.

Na noite não te quero solitária,
a boca à espreita do beijo, como onda,
deixa o vazio quebrar na beira da praia,
enquanto a lua faz brilhar teu dourado,
te faço amante, posso ser mar, até teu netuno.

27/01/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 08/03/2005
Código do texto: T6119
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:20)
Caio Lucas