Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0161 - Te amarei para sempre




Te amarei para sempre, meu sempre,
ainda que não ouças meus gritos,
os pedidos de um pouco de paixão,
sou o carinho que sonhastes um dia,
agora deixas abandonado,
não sei se isto é amor,
queria ficar mais, ainda tenho saudades,
preciso sonhar outra vez contigo e amar.



Te amarei para sempre, meu sempre,
não sou tão sensível como imaginei,
a mágica está quase no fim,
já não te excito,
meus beijos não deixam gosto,
não sou o amor que imaginastes,
se não me queres, abandones de vez,
solte-me dos teus braços.



Te amarei para sempre, meu sempre,
ainda tenho a paixão de antes,
hoje te amo mais,
esqueci as palavras que não dissestes,
foram teus gestos,
o corpo que não toquei,
a boca que não beijei,
o amante que ficou à espera na beira da cama.



Te amarei para sempre, meu sempre,
ainda que não olhes nos meus olhos,
mesmo que as mãos não passeiem no corpo,
os suores fiquem congelados nos poros,
me libertas deste amor,
não eu, tu estás desligando os laços,
talvez um dia lembrarás de tudo,
eu sei que vou lembrar, eu sempre lembro.



Te amarei para sempre, meu sempre,
não sou mais a surpresa de tuas noites,
meu lado romântico já não te faz sonhar,
tenho certeza que te aqueço, basta querer,
não vou pedir mais, mas te amarei,
isto não posso negar, te amo, te amo,
acho que tudo meu é para sempre, até o adeus,
te amarei para sempre, no meu sempre te amarei...



08/02/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 08/03/2005
Código do texto: T6126
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116242 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:06)
Caio Lucas