Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Explosão




Renasci com o vento,

Renasci das cinzas de mil pensamentos.

Osculando o acaso sem medo,

Coabitando com o vento...

Revivi o ápice de nosso momento.

Meu cálice transborda,

Meu líquido te molha o rosto, os lábios,

Seiva do meu corpo,

Doação do meu gozo,

Para fertilizar teus instintos de macho.

Demarcando teu ninho em mim,

Minha ave temporã.

Colossal o encontro de nossos corpos.

Meu côncavo e teu convexo,

Nossos francos entrelaçados,

Nos leva ao mundo de prazer.

União de astros opostos,

Num movimento galáctico de corpos

Saio de minha órbita,

Capturada por tua gravidade

De magnéticos versos,

Que enlaçam meu sentimento,

Num místico rítimo,

De idas e vindas, idas e vinds...

Fluídos, vidas, num calendoscópio de cores!

Renasci do ontem,

Voltei ao passado.

Mudando o curso de minha história,

Em nome de um sonho!

Em nome, de um homem...

Um amor, nascido da colisão

De corpos perdidos no cosmo dos pensamentos,

Fazendo nascer dessa explosão,

A ilusão em forma de sonhos,

Descritos em linhas de amor,

Transformadas em versos.
Observadora
Enviado por Observadora em 20/10/2005
Código do texto: T61622
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:44)
Observadora